Tribunal libera Chuu do contrato de exclusividade após longa luta

Chuu ex-Loona

O tribunal deu razão a cantora Chuu, rescindindo legalmente seu contrato exclusivo com sua antiga agência, a BlockBerry Creative, após um ano e oito meses de batalhas legais.

O Tribunal Distrital do Norte de Seul decidiu na quinta-feira que o contrato entre a BlockBerry Creative e Chuu, uma cantora de 24 anos cujo nome é Kim Ji-woo, fosse anulado e que a agência pagasse pelas despesas do processo judicial da cantora.

Esse contrato foi redigido em dezembro de 2017, quando Chuu iniciou suas atividades como parte do grupo feminino “Loona” naquele ano. O grupo feminino estreou oficialmente em 2018, mas os projetos individuais das integrantes começaram no ano anterior.

Os conflitos entre as duas partes começaram em novembro passado, quando a BlockBerry Creative “expulsou” Chuu do grupo feminino em novembro de 2022, acusando-a de abusar verbalmente dos membros da equipe.

Chuu, apoiada por outras integrantes do grupo feminino e por outros membros da equipe que trabalharam com ela, negou essas alegações e entrou com um pedido de liminar no tribunal no mês seguinte, em dezembro, para suspender seu contrato exclusivo com a agência.

Chuu assinou com sua nova agência, a ATRP, em abril passado, depois que um tribunal suspendeu seu contrato com a BlockBerry Creative em março.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=_EEo-iE5u_A?si=PSgmM919-UzuWm6G&w=860&h=560]