Celebridades lutam contra trolls online

Tempo estimado de leitura 3 min leitura

Ídolos e celebridades do K-pop, incluindo Mark, do NCT, e a cantora IU, estão lutando contra trolls online que postam comentários maliciosos, enquanto apresentam maneiras de promover uma conexão mais positiva entre as celebridades e seus fãs.

A SM Entertainment, que administra o NCT, anunciou em 21 de agosto que identificou o suspeito de ter distribuído mensagens maliciosas contra o membro Mark, mas concedeu clemência. A agência divulgou que o próprio Mark expressou sua disposição de mostrar misericórdia, considerando o fato de o suspeito ser menor de idade.

O cantor Mark do NCT que foi vítima de trolls online/ capturado de uma rede social de Mark

“Mantivemos nossa postura de tolerância zero para proteger nossos artistas. No entanto, ponderamos as circunstâncias de que o indivíduo em questão era menor de idade, demonstrou remorso genuíno e buscou perdão durante a investigação. Em consonância com a disposição de Mark de conceder clemência, optamos por não dar prosseguimento às acusações criminais. O indivíduo emitiu um pedido formal de desculpas e prometeu evitar a reincidência, o que reconhecemos”, explicou a agência.

Por outro lado, um troll online que dirigiu comentários maliciosos durante oito anos contra Suzy, ex-integrante do grupo feminino Miss A, não teve a mesma sorte.

Um tribunal impôs uma multa de 500.000 won (US$ 378) a um homem de 40 anos por publicar comentários maliciosos dirigidos a Suzy, e um tribunal superior reafirmou essa decisão no mês passado. O mesmo indivíduo foi indiciado em 2015 por publicar comentários ofensivos sobre Suzy e, posteriormente, recebeu uma penalidade real.

A cantora Suzy, vítima de trolls online / Capturado da mídia social de Suzy
A cantora Suzy, vítima de trolls online / Capturado de uma rede social de Suzy

A renomada cantora IU também lidou com um troll online.

Em 2022, a agência da IU, a EDAM Entertainment, tomou medidas contra um troll online que, desde 2019, insultava e lançava ataques pessoais contra a IU de forma persistente. O agressor foi considerado culpado e recebeu uma sentença de oito meses de prisão suspensa por dois anos.

A cantora IU vítima de trolls online / Capturado da mídia social de IU
A cantora IU vítima de trolls online / Capturado de uma rede social de IU

Em resposta, a agência da IU disse: “Estamos totalmente comprometidos com a aplicação de medidas rigorosas para garantir que os criadores de conteúdo malicioso contra nossos artistas possam enfrentar sérias consequências legais a qualquer momento”. E acrescentou: “Nenhum compromisso ou leniência será considerado durante todo esse procedimento”.

Além disso, o grupo feminino de K-pop Ive tomou medidas ao registrar uma queixa contra um troll online em outubro de 2022. Isso fez com que o agressor fosse condenado a seis meses de prisão, além de enfrentar restrições de emprego e ser listado em registros de crimes sexuais.

Grupo feminino de K-pop Ive / Cortesia da Starship Entertainment

A Ive também está movendo ações legais, civis e criminais contra o canal do YouTube, “Sojang”, desde novembro de 2022. O canal, cuja conta foi excluída, era famoso por espalhar rumores falsos sobre celebridades coreanas.

A Starship Entertainment, agência de Ive, enfatizou que, independentemente de qualquer pedido de desculpas emitido pelo canal, medidas legais serão tomadas por suas atividades prejudiciais anteriores.